Blog

Bom dia, Inês

«Na missiva enviada ao presidente da Assembleia da República, Inês de Medeiros nota que o anúncio do CDS/PP para alterar a lei no sentido de impedir o pagamento de viagens a deputados que residam no estrangeiro foi fundamental para prescindir da comparticipação nas suas deslocações a Paris. “Ao tomar conhecimento que o CDS, numa extraordinária inversão de posição que outro objectivo não tem que o de relançar a polémica e que, estranhamente, pretende justificar recorrendo a uma invocação abusiva do despacho assinado por V. Exa., considerei que deveria pôr um fim a tão triste episódio”, escreve a deputada. (…)“Esperei pacientemente pela resolução definitiva deste assunto justamente por respeito pela defesa da absoluta igualdade de todos os deputados (…). A minha imagem pessoal teria ganho com uma proclamação populista, mas não estaria a defender condignamente a instituição em que me insiro”, escreve, explicando que, apesar de ter “resistido”, existem “limites para tudo”.»

This Post Has 1 Comment

  1. Margarida G diz:

    Olhe Senhora Deputada Inês de Medeiros, se queria limpar a sua imagem e não queria que imperasse a demagogia, nunca deveria ter andado a alimentar esta conversa e a atitude que tomou ontém deveria ter tomado logo de início. Talvez aí ninguém, comentasse o assunto. Foi mal combinado entre o PS e a Senhora deputada? pois então deveria resolver o assunto com o partido que a convidou. Foi injusto? pois pode bem ter sido, mas volto a dizer-lhe, nunca deveria alimentar esta conversa e da mesma forma que agora vai resolver o problema, tinha feito logo de iníco. Portugal atravessa uma grave crise e tudo o que é público e pago com os nossos impostos começa a ter que ser escrutinado. Desta vez não tinhamos razão nas criticas? Se calhar não, mas sabe são muitos anos a vermos que como cidadãos contribuintes somos completamente desrespeitados pela nossa classe política. E portanto no momento em que nos voltam a aumentar impostos e a exigir sacrificios tudo se torna inaceitável se mal explicado. É tarde para emendar a mão, porque a OP já formou a sua opinião e tudo por culpa exclusiva, volto a repetir, da senhora deputada que não cortou o mal pela raiz no inicio da polémica. MAs deixe-me que lhe diga, como deputada, deveria também levantar a sua voz contra a falta de respeito a que chegou POrtugal quando em tempo de crise se verifica que gestores de empresas participadas pelo estado recebem premios de 3 M , quando se vê que CEO de empresas participadas pelo estado recebem 6.900 €/dia, quando se vê que “Boys” sem curriculum recebem de salário 2,5 M/anuais . Ficava-lhe bem a si e a muitos outros deputados, e não só criticarem um desses muitos gestores que ganham astronomicamente. Afinal foi o que se passou com a senhora deputada, levantaram a polémica só com a senhora deputada quando de facto se verifica que há outros deputados a fazer o mesmo. É no que dá a demogagia.

Leave A Reply