Blog

morreu de morte

Este blog morreu, foi morrendo, de morte natural. O que até nem é mau. Declare-se, pois, morto. Talvez um dia um novo blog, quem sabe, com outro nome, noutro ciclo. E feliz ano 5772 para tod@s

:-)

This Post Has 10 Comments

  1. Valéria Tuleski diz:

    Miguel,
    tarde vejo a importância de livrar a população do preconceito às uniões homoafetivas.
    Tarde vejo a necessidade de discutir o aborto e permitir que diminua o sofrimento da mulher que foi imposto pela sociedade de séculos de dominação machista. E você inventa de parar? Então sou eu quem devo começar…Agora é minha vez. Nem sei como nem por onde. Acho que vou ter que começar não nos tempos que correm, mas nos tempos que pararam. Mas tenho em mente a música de Chico Buarque.

    Trocando em Miúdos
    Chico Buarque
    Eu vou lhe deixar a medida do Bonfim
    Não me valeu
    Mas fico com o disco do Pixinguinha, sim!
    O resto é seu

    Trocando em miúdos, pode guardar
    As sobras de tudo que chamam lar
    As sombras de tudo que fomos nós
    As marcas de amor nos nossos lençóis
    As nossas melhores lembranças

    Aquela esperança de tudo se ajeitar
    Pode esquecer
    Aquela aliança, você pode empenhar
    Ou derreter

    Mas devo dizer que não vou lhe dar
    O enorme prazer de me ver chorar
    Nem vou lhe cobrar pelo seu estrago
    Meu peito tão dilacerado

    Aliás
    Aceite uma ajuda do seu futuro amor
    Pro aluguel
    Devolva o Neruda que você me tomou
    E nunca leu

    Eu bato o portão sem fazer alarde
    Eu levo a carteira de identidade
    Uma saideira, muita saudade
    E a leve impressão de que já vou tarde.
    E ASSIM SIGO O MEU CAMINHO PRÉ-HISTÓRICO ANTERIOR A INTERNET E NOS TEMPOS DOS RÁDIOS.
    Por fim, exausta, digo:
    Não aprendi a dizer adeus.

  2. Felipe Bruno Martins Fernandes diz:

    Miguel querido, sinto sua falta no facebook. Você não está mais entre nós? Pelo menos temos o blog para acompanhar. Beijos de seu leitor, Felipe.

  3. bossito diz:

    E o blog-pai da blogaysfera foi o último a morrer :-(

    Um dia temos que ressuscitar isto dos blogs, as redes sociais são uma gaiola dourada.

  4. Pinguim diz:

    É pena, pois é um blog que me habituei a ler e sempre com satisfação.
    Nos últimos tempos, os blogs a desaparecer, são mais que muitos, o que é sempre triste.
    Será um reflexo da crise?

  5. Joana A diz:

    Recuso-me a ir ao funeral dele e continuarei a espreitar, na esperança que ressuscite ou me leve a um sucessor digno da sua continuação…
    Obrigada por tanta opinião e reflexão, ao longo de tanto tempo.

Leave A Reply