Blog

CRÓNICA, 17

EXERCÍCIO DE AUTO-AJUDA PARA O ANO NOVOImagine por um momento que o fim do ano é o fim da vida. Responda com um “sim” ou um “não” (o “talvez” não vale e o “ns/nr” é muito mau sinal) às seguintes perguntas:

1. Conseguiu gostar mesmo da sua família, como se a tivesse escolhido?
2. Cuidou decentemente dos seus pais na velhice?
3. Cuidou de pelo menos uma criança e amou-a incondicionalmente?
4. Aprendeu a sentir-se em casa no seu corpo?
5. Amou alguém daquela maneira quase irrepetível?
6. Foi amado por alguém daquela maneira quase irrepetível?
7. Teve um/a melhor amigo/a?
8. Explorou os caminhos que a sua sensualidade lhe indicou?
9. Aplicou consistentemente a “regra de ouro”?
10. Não desperdiçou um talento?
11. O trabalho foi mais um prazer e realização do que uma seca?
12. Gostou genuinamente de conhecer os outros?
13. Interveio quando se impunha uma questão de justiça?
14. Lutou pelas causas em que acreditou?
15. Assumiu quem era, para lá da opinião alheia e das regras sociais?
16. Teve sentido de humor?
17. Cultivou a inteligência, não suportando a intelectualice?
18. Deixou-se fazer maluqueiras para também não ser um/a santinho/a insuportável?

18 respostas corretas (vá lá, sabe bem quais são): você não existe.
9-17 respostas corretas: good boy/girl, você esforçou-se.
1-9 respostas corretas: não tenho a certeza de querer conhecê-lo/a.
0 respostas corretas: afinal é você a pessoa a quem se aplica o “ano novo, vida nova”, mas a gerência duvida seriamente que ainda vá a tempo.

This Post Has 0 Comments

Leave A Reply